IFRS as normas internacionais de contabilidade

R$95,00

ESPECIFICAÇÕES

  • Editora: Foco Editorial
  • ISBN: 978-85-99182-16-1
  • Edição: 1
  • Ano: 2013
  • Páginas: 254
  • Dimensões (A x L): 23,00cm x 16,00cm

559 em estoque

  • Descrição
  • Informação adicional
  • Avaliações (11)

Descrição do produto

SINOPSE

Esta obra faz uma análise completa da contabilidade para microempresas e empresas de pequeno porte (ITG 1000), entidades sem finalidade de lucros (ITG 2002) e ainda para pequenas e médias empresas (NBC TG 1000).

A convergência às normas internacionais de contabilidade representa uma excelente oportunidade de crescimento por parte do profissional da contabilidade. Para isso é preciso aprofundar-se cada vez mais no conhecimento sobre o tema.

A preocupação com a aplicação prática de cada um dos tópicos apresentados neste livro foi a tônica predominante, buscando demonstrar na prática o que a norma contábil apresenta de maneira teórica.

SUMÁRIO

Dedicatória

Agradecimentos

Prefácio

Introdução

  1. Aspectos históricos
  2. Modelo contábil para microempresa e empresa de pequeno porte

2.1 Microempresa e empresa de pequeno porte

2.2 Quem pode optar pela ITG 1000

2.3 A escrituração para microempresa e empresa de pequeno porte

2.3.1 O princípio da entidade

2.3.2 O princípio da continuidade

2.3.3 Princípio da oportunidade

2.3.4 Princípio do registro pelo valor original

2.3.6 Princípio da competência

2.3.7 Princípio da prudência

2.4 Carta de responsabilidade da administração

2.5 Critérios de reconhecimento e procedimentos contábeis

2.5.1 Estoques

2.5.2 Imobilizado

2.5.3 Reconhecimento das receitas

2.5.4 Plano de contas

2.6 Demonstrações contábeis obrigatórias para micro empresas e empresas de pequeno porte

2.6.1 Balanço patrimonial

2.6.2 Demonstração do resultado

2.6.3 Notas explicativas

  1. Entidades sem finalidade de lucros

3.1 Entidades sem finalidade de lucros de direito privado

3.2 A escrituração para entidades sem finalidade de lucro

3.2.1 O princípio da entidade

3.2.2 O princípio da continuidade

3.2.3 Princípio da oportunidade

3.2.4 Princípio do registro pelo valor original

3.2.5 Princípio da competência

3.2.6 Princípio da prudência

3.3 Reconhecimento das receitas e despesas

3.4 Redução ao valor recuperável – Impairment

3.5 Custo atribuído na adoção inicial – Deemed cost

3.6 Demonstrações contábeis obrigatórias para entidades sem finalidade de lucros

3.6.1 Balanço patrimonial

3.6.1.1 Contas de compensação

3.6.2 Demonstração do resultado do período

3.6.3 Demonstração das mutações do Patrimônio líquido

3.6.4 Demonstração dos fluxos de caixa

3.6.5 Notas explicativas

  1. Contabilidade para pequenas e médias empresas

4.1 Aspectos conceituais

4.1.1 Pequenas e médias empresas

4.1.2 Ativo

4.1.3 Passivo

4.1.4 Patrimônio líquido

4.1.5 Balanço patrimonial

4.1.6 Resultado ou desempenho

4.1.7 Receitas

4.1.8 Despesas

4.1.9 Reconhecimento

4.1.10 Mensuração

4.1.11 Reconhecimento

4.1.12 Adequação Inicial da NBC TG 1000

4.1.13 Continuidade

4.1.14 Periodicidade de divulgação das demonstrações contábeis

4.1.15 Uniformidade

4.1.16 Comparabilidade das informações

4.1.17 Agregação das informações e materialidade

4.1.18 Demonstrações contábeis

4.2 Princípios contábeis e características qualitativas

4.3 Demonstrações contábeis exigidas para pequenas e médias empresas

4.3.1 Balanço patrimonial

4.3.2 Demonstração do resultado – DR

4.3.3 Demonstração do resultado abrangente – DRA

4.3.4 Demonstração das mutações do Patrimônio líquido – DMPL

4.3.5 Demonstração de lucros e Prejuízos acumulados – DLPA

4.3.6 Demonstração dos fluxos de caixa – DFC

4.3.6.1 Juros e dividendos na DFC

4.3.7 Notas explicativas

4.4 Demonstrações contábeis consolidadas

4.4.1 Procedimentos importantes na consolidação

4.5 Demonstrações contábeis separadas

4.6 Demonstrações contábeis combinadas

4.7 Políticas contábeis

4.7.1 Contabilização das mudanças em práticas contábeis

4.7.2 Mudanças nas estimativas contábeis

4.7.3 Retificação de erros de exercícios anteriores

4.8 Redução ao valor recuperável de ativos

4.8.1 Indicadores de desvalorização

4.8.2 Teste de recuperabilidade – Impairment

4.8.2.1 Caso prático de teste de recuperabilidade impairment

4.9 Ajustes de avaliação patrimonial

4.10 Ajuste a valor presente

4.11 Instrumentos financeiros básicos

4.11.1 Reconhecimento

4.11.2 Mensuração inicial

4.11.3 Mensuração subsequente

Custo amortizado

4.11.4 Método da taxa efetiva de juros

4.11.5 Considerações gerais

4.11.6 Exemplo de contabilização de duplicatas descontadas

4.11.7 Divulgação em notas explicativas

4.11.8 Valor justo

4.11.9 Baixa de ativo financeiro

4.11.10 Baixa de passivo financeiro

4.12 Outros tópicos sobre instrumentos financeiros

4.12.1 Reconhecimento inicial

4.12.2 Mensuração inicial

4.12.3 Mensuração subsequente

4.12.4 Comentários gerais sobre instrumentos financeiros

4.12.5 Ativos financeiros ao valor justo por meio do resultado

4.12.6 Empréstimos e recebíveis

4.12.7 Ativos mantidos até o vencimento

4.12.8 Ativos disponíveis para venda

4.12.9 Passivos financeiros a valor justo por meio do resultado

4.12.10 Outros passivos financeiros avaliados ao custo amortizado

4.12.11 Classificação de ativos e passivos financeiros

4.12.12 Avaliação subsequente de ativos e passivos financeiros

4.12.13 Considerações gerais

4.12.14 Divulgação em notas explicativas

4.13 Estoques

4.13.1 Avaliação dos estoques

4.13.2 Redução ao valor recuperável de estoques

4.13.3 Aquisição de produtos ou Mercadorias a prazo

4.14 Investimento em controlada e em coligada

4.14.1 Mensuração dos investimentos em coligadas

4.15 Investimento em empreendimento controlado em conjunto – joint venture

4.15.1 Operação controlada em conjunto

4.15.2 Ativo controlado em conjunto

4.15.3 Entidade controlada em conjunto

4.15.4 Definição da política contábil e mensuração

4.15.5 Método do custo

4.15.6 Método da equivalência patrimonial

4.15.7 Método do valor justo

4.15.8 Outras considerações

4.15.9 Notas explicativas

4.16 Propriedade para investimento

4.17 Imobilizado

4.17.1 Inspeção regular importante

4.17.2 Teste de recuperabilidade – Impairment

4.17.3 Custo atribuído na adoção inicial Deemed Cost

4.17.4 Divulgação em notas explicativas

4.17.5 Ativo não circulante mantido para venda

4.17.6 Operação descontinuada

4.18 Ativo intangível

4.18.1 Teste de recuperabilidade dos intangíveis Impairment

4.19 Combinação de negócios e ágio por expectativa de rentabilidade futura (goodwill) 4.19.1 Contabilização da combinação de negócios

4.19.2 Etapas do método de aquisição

4.19.3 Outras considerações sobre a contabilização

4.19.4 Divulgação em notas explicativas

4.20 Arrendamento mercantil

4.20.1 Contabilização do arrendamento mercantil financeiro – arrendatário

4.20.2 Contabilização do arrendamento mercantil operacional – arrendatário

4.20.3 Contabilização do arrendamento mercantil financeiro – arrendador

4.20.4 Contabilização do arrendamento mercantil operacional – arrendador

4.20.5 Arrendamento mercantil feito pelo próprio fabricante ou comerciante

4.21 Transação de venda e leaseback

4.22 Provisões, passivos e ativos contingentes

4.23 Passivo e patrimônio líquido

4.23.1 Emissão original de ações ou outros títulos patrimoniais

4.23.2 Capitalização ou bonificação em ações e desdobramento de ações

4.23.3 Dívida conversível ou instrumentos financeiros compostos similares

4.23.4 Ações ou quotas em tesouraria

4.23.5 Distribuição para os proprietários

4.23.6 Participação dos não controladores e transações com ações de controlada consolidada

4.24 Receitas

4.24.1 Ajuste a valor presente na venda de mercadorias

4.25 Subvenção governamental

4.26 Custos de empréstimos

4.27 Pagamento baseado em ações

4.28 Benefícios a empregados

4.29 Tributos sobre o lucro

4.30 Efeitos das mudanças nas taxas de câmbio e conversão de demonstrações contábeis

4.31 Evento subsequente

4.32 Divulgação sobre partes relacionadas

4.33 Atividades especializadas

4.34 Adoção inicial da NBC TG 1000 contabilidade para pequenas e médias empresas

4.35 Critérios de avaliação de ativos e passivos

4.36 AVP e impairment de ativos nas PME

4.37 Plano de contas

Considerações finais

Referência

Informação adicional

Peso 0.600 kg
Dimensões 25 x 18 x 4 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.


Seja o primeiro a avaliar “IFRS as normas internacionais de contabilidade”